Perfil

Deputado Felipe Bornier
Nome civil: Felipe Leone Bornier de Oliveira
Aniversário: 26/12 – Profissão: Empresário
Partido: PROS/ RJ
Legislaturas: 2007/2011 – 2011/2015 – 2015/2019

FELIPE BORNIER é um dos parlamentares mais jovens do País, está no terceiro mandato como deputado federal pelo Rio de Janeiro, foi membro da Mesa Diretora da Câmara dos Deputados, como Segundo Secretário (eleito em 2015, permanecendo no cargo até fevereiro de 2016), além de ser Presidente Regional do PROS do Rio de Janeiro.

Felipe Bornier é o deputado federal do Estado com maior número de projetos de lei apresentados, em 2016, repetindo o mesmo desempenho que obteve em 2015. Uma de suas marcas é a política voltada aos municípios. Defende fortemente a revisão do Pacto Federativo que tem o objetivo de ajudar Estados e municípios a superarem a crise econômica.

Com relação à atividade Legislativa, Felipe Bornier possui intensa atuação nas Comissões de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (CMADS); Defesa do Consumidor (CDC); Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC) e na Comissão de Fiscalização Financeira e Controle (CFFC), além de participar diretamente da criação da Comissão Permanente em Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência, da qual foi relator, e é uma de suas bandeiras.

Ainda sobre direito das pessoas com deficiência, Felipe Bornier criou o “Prêmio Brasil Mais Inclusão” a maior premiação do País àqueles que lutam pela inclusão social e garantia dos direitos das pessoas com deficiência. Em 2016, o prêmio teve sua segunda edição, conduzido pela Segunda-Secretária da Casa. Felipe Bornier é defensor de um mandato mais participativo e próximo à população.

Felipe Bornier é defensor de um mandato mais participativo e próximo à população. Como Segundo-Secretário inovou e ousou. Aproximou a juventude brasileira da política, transformando os Estágios de Curta duração da Câmara (Estágio Participação e Estágio Visita), nos maiores programas para universitários dentro de um Parlamento, sendo referência no mundo todo.

Além disso, apostou na tecnologia e na interação das pessoas por meio das redes. Criou o “Espaço Cidadão – Parlamento Digital”, um “local de inspiração”, assim denominado por ele mesmo. Um espaço voltado para a discussão de novas ideias, utilizando a tecnologia da informação e as redes sociais para integrar ações e pensamentos. Felipe Bornier sempre se dedicou em deixar algo positivo às pessoas, e durante os seus mandatos têm tido essa postura de diversas formas.

Quando não está na Câmara dos Deputados, divide sua agenda entre compromissos na sede regional do PROS/RJ, ao qual tem se dedicado em estreitar as relações não só com o eleitorado, mas com o líderes comunitários e com a juventude. Em sua percepção, todas as pessoas podem contribuir para o desenvolvimento do Brasil e na busca por soluções aos diversos problemas que o País enfrenta. Em suas palavras: “um mandato deve ser participativo e isso só conseguimos com a ajuda de todos”.  Além disso, Felipe Bornier está sempre presente nos municípios da região da Baixada Fluminense e do interior do Estado.

À frente do PROS/RJ, propôs ideias inovadoras como o PROS Mais Sustentável que tem a premissa de criar uma consciência sustentável na exploração dos bens naturais e de consumo.

O resultado de tanta dedicação, criatividade e empreendedorismo faz de Felipe Bornier um parlamentar diferenciado, engajada e atuante. Um exemplo de dedicação e trabalho em prol da sociedade e, principalmente, do estado do Rio de Janeiro.

PARTICIPAÇÃO NAS COMISSÕES PERMANENTES:

  • Em 2014, foi 1º vice-presidente da Comissão de Fiscalização Financeira e Controle; membro da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.
    Já foi vice-presidente das Comissões: Desenvolvimento Econômico; Indústria e Comércio e de Defesa do Consumidor;
  • Atuou como membro das Comissões: Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática; Direitos Humanos e Minorias; Viação e Transportes;
  • Compôs a Subcomissão de Acompanhamento e Fiscalização dos Recursos Federais para a realização da Copa do Mundo de 2014 e Olimpíadas de 2016;

 PARTICIPAÇÃO NAS COMISSÕES ESPECIAIS:

  • Estatuto dos servidores do judiciário
  • Improbidade administrativa:
  • Educação especializada para deficientes:
  • Plano de carreira agentes de saúde:
  • Remuneração advogados públicos:
  • Seringueiros:
  • Acesso a redes de informação:
  • Exploração recursos terras indígenas:
  • Atendimento socioeducativo:
  • Cria o estatuto da metrópole:
  • Segurança privada
  • Pré-sal/ petro-sal
  • Estatuto da igualdade racial:
  • Organização da polícia federal:
  • Piso salarial de vigilantes;
  • Proteção da fauna brasileira;
  • Reforma política;
  • Sistema distrital misto;
  • Políticas públicas de combate às drogas;
  • Lei da anistia;
  • Código de processo civil;
  • Remuneração advogados públicos;
  • Royalties do petróleo e similares;
  • Parâmetros remuneração de servidores;
  • Desoneração tributária do transporte;
  • Regulamenta o marketing multinível;
  • Perícia oficial de natureza criminal;

COMISSÕES EXTERNAS

  • Redistribuição dos Royalties para educação;
  • Comissão para Apoiar o Rio na Tragédia da Chuva;
  • Desaparecimento de Crianças e Adolescentes;
  • CPI do Sistema Carcerário;
  • Comissão externa: morte do repórter cinematográfico: Santiago Andrade;
  • Combate ao Crack.

FRENTES PARLAMENTARES

  • Combate à Pirataria e Sonegação Fiscal no Brasil: Coordenador da Região Sudeste;
  • Em defesa das Instituições Universitárias Públicas, vinculadas aos sistemas estaduais e municipais de ensino;
  • Em defesa dos Estados e Municípios Produtores de Petróleo;
  • Atingidos pela Hanseníase;
  • Advogados;
  • Ciclista;
  • Combate a Corrupção;
  • Esporte;
  • Saúde;
  • Informática;
  • Rodovias e Usuários;
  • Fruticultura Nacional;
  • Igualdade Racial;
  • Segurança Pública;
  • Mista Amazônia Para Sempre;
  • Trânsito Seguro;
  • Saúde da Mulher;
  • Defesa do Turismo;
  • Micro e Pequenas Empresas;
  • Políticas Públicas para o Idoso;
  • Políticas Públicas de Juventude;
  • Participação Popular;
  • Defesa da Indústria Aeronáutica Brasileira;
  • Habitação e Desenvolvimento Urbano;
  • Infra-Estrutura Nacional;
  • Cidades de Regiões Metropolitanas e Aglomerações Urbanas;
  • Educação Profissional e Ensino à distância;
  • Defesa das Santas Casas de Misericórdia, Hospitais e Entidades Filantrópicas na Área da Saúde;
  • Reforma Política com Participação Popular;
  • Financiamento da Segurança Pública e do Sistema Penitenciário Brasileiro;
  • Defesa dos Portadores de Necessidades Especiais;
  • Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência;
  • Defesa do Piso Salarial para o Professor Brasileiro.