Felipe Bornier atrai mais de 300 pessoas para workshop sobre energias renováveis

20160705-DSC_4180O workshop sobre energias renováveis realizado na Câmara dos Deputados, na última terça-feira (5), mobilizou mais de 300 pessoas que assistiram a 4 horas de palestras com ricos debates sobre energia solar, eólica, microgeração de energia, resíduos sólidos, veículos elétricos, entre outros temas. A inciativa do deputado federal Felipe Bornier (PROS/RJ), Segundo-Secretário da Casa, fortaleceu a importância de discutir a sustentabilidade no Congresso Nacional.

O modo sustentável de vida nada mais é que ter capacidade de, por exemplo, gerar energia para o próprio consumo, protegendo o meio ambiente, com a utilização dos recursos naturais de forma inteligente. As fontes mais conhecidas de energia limpa e renovável são: solar, eólica, geotérmica ou biomassa que, além de preservar as reservas de recursos minerais diminuem a poluição do ar. “Sempre atuei fortemente na Comissão de Meio Ambiente e Sustentabilidade na Câmara dos Deputados e agora, alavancamos uma causa partidária para debater o tema no nosso país, principalmente, acerca da oportunidade de sermos pioneiros no uso de energias renováveis. Envolvemos a classe política, empresários, representantes estaduais e municipais para fazer um alerta sobre o potencial do Brasil, o segundo maior país com capacidade solar, mas infelizmente ainda pouco explorado”, destacou Felipe Bornier.

20160705-DSC_4291

Rodrigo Sauiaia (ABSOLAR)

O presidente executivo da Associação Brasileira de Energia Fotovoltaica (ABSOLAR), Rodrigo Sauiaia, afirmou que o Brasil está dez anos atrasado em relação a outros mercados que utilizam placas fotovoltaicas para produzir energia solar. “Um dos principais entraves é a alta carga tributária federal e estadual sobre os principais equipamentos de um sistema solar fotovoltaico. Precisamos da isenção de ICMS dos governos estaduais sobre insumos e maquinários do setor para fomentar a produção”.

20160705-DSC_4129

Felipe Bornier ao lado de membros do PROS

Além de aprimorar a legislação, conceder incentivos fiscais e investir em novas tecnologias para utilização de energia limpa e renovável, o deputado Felipe Bornier também ressaltou a atenção à agricultura. “Um setor que também necessita de incentivo para ampliar a produção de alimentos orgânicos. Nós, que assumimos um cargo público, temos o dever de incentivar a sustentabilidade, pois o que faremos hoje, será reflexo no futuro da humanidade”, alertou.

O evento também marcou o lançamento do PROS Sustentável, novo núcleo do Partido Republicano da Ordem Social que tem como meta ampliar políticas públicas para fortalecer a sustentabilidade no Brasil.

Fique por dentro das novidades , cadastre-se

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *